quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

CONSELHO MUNICIPAL DE SAÚDE DE LAGOA DE VELHOS REALIZA PRIMEIRA REUNIÃO DE PLANEJAMENTO ANUAL


.Membros do Conselho Municipal de Saúde  de Lagoa de Velhos participaram da primeira Reunião de Planejamento para o ano de 2019, nessa quinta-feira (17), na Secretaria Municipal de Saúde de Lagoa de Velhos.

A secretária, Juliana Souza, abriu o encontro destacando a importância da atuação do Conselho para as deliberações da saúde pública.

LAGOA DE VELHOS É REFERÊNCIA EM ATENDIMENTO MÉDICO NA REGIÃO POTENGI



Considerada modelo em atenção básica de saúde, Lagoa de Velhos é referência em saúde na Região Potengi. Conforme relatos de moradores, a Unidade Francisco de Assis Fonseca recebe diariamente várias ambulâncias de cidades vizinhas em busca de serviços médicos.

Desde 2017, a gestão municipal transformou o sistema de atendimento das unidades, colocando à disposição da população médicos todos os dias, atendendo 24 horas, sem marcação prévia de consulta.

As medidas trazem mais rapidez e comodidade nos atendimentos médicos aos usuários.

Garantia-Safra Beneficia 218 Agricultores

A Prefeitura Municipal de Lagoa de Velhos, através da Secretaria de Agricultura, aponta que 218 pequenos agricultores rurais são beneficiados pelo Seguro Garantia-Safra.

O município efetuou pagamentos referentes a todas as parcelas do Programa Garantia Safra 2018. Com o aporte pago na ultima quinta-feira (10), os agricultores do município inscritos no Programa do Governo Federal, receberão as parcelas do beneficio. O Programa Garantia Safra é mantido com recursos dos município, estado e Governo Federal.

#AGRICULTURA
#EUAMOLAGOADEVELHOS

Prefeita Participa da Cerimônia de Posse do Novo Presidente da FEMURN


A Prefeita de Lagoa de Velhos, Sonyara Ribeiro, participou da cerimônia de posse do novo Presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN), José Leonardo Cassimiro (Naldinho). O prefeito de São Paulo do Potengi assumiu o cargo na tarde desta quarta-feira (16), na sede da FEMURN, em Natal.

Sonyara desejou sucesso a nova diretoria da Federação, e garantiu parceria e apoio do município  junto a FEMURN.

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Prefeita e Vice-Prefeito Participam da Posse do Novo Presidente da AMLAP


A Prefeita e Vice-prefeito de Lagoa de Velhos, Sonyara Ribeiro e Nildo Galdino, estiveram presentes no evento de posse da nova diretoria da Associação dos Municípios do Litoral Agreste Potiguar (Amlap), que tem como presidente o prefeito Joãozinho (Brejinho) e a vice-presidente o prefeito Babá (São Tomé).

Sonyara e Nildo, desejaram sucesso a nova diretoria da AMLAP.  Terminado o ato solene o prefeito presidente da AMLAP foi brindado também pela presença de familiares, apoiadores políticos e amigos que trabalham e residem na cidade de Brejinho.

Prefeitura de Lagoa de Velhos Capacita Gestores Municipais Para Uso do Sistema de Informação

Na manhã dessa terça-feira (15) na Escola Municipal São Sebastião, foi realizada uma capacitação para utilização do Sistema de Informações Municipais. O Sistema de Informações Municipais foi elaborado pela INCIBRA (Inovação Civil Brasileira) empresa ligada ao grupo INNCIVE (Inovação Civil Espanhola) contratada pelo Consórcio Público Intermunicipal do Rio Grande do Norte (COPIRN) para elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico de Lagoa de Velhos, plano que o Sistema de Informações Municipais pertence.


No Sistema de Informações Municipais se encontram todas as informações sobre saneamento básico do município, abrangendo o abastecimento de água, esgotamento sanitário, drenagem e manejo de águas pluviais e resíduos sólidos.

A partir desse sistema o município pode conhecer a real situação do saneamento básico, assim como buscar as soluções e recursos para sanar os problemas vividos pela população. O Sistema de Informações Municipais elaborado pela INCIBRA foi entregue no mesmo dia 15 de janeiro à prefeitura para alimentação por um funcionário público.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

PREFEITURA INICIA REFORMA NO ESTÁDIO MUNICIPAL JÂNIO HUMBERTO PEREIRA


A Prefeitura de Lagoa de Velhos, por meio da Secretaria de Obras, iniciou no final do mês de dezembro o trabalho de reforma do Estádio Municipal Jânio Humberto Pereira.

A reforma inclui melhorias na parte física do estádio para proporcionar melhores condições aos desportistas que utilizam o espaço para práticas esportivas e também ao público.

domingo, 6 de janeiro de 2019

João Redondo e Boi de Reis Animaram Lagoa de Velhos

Na noite deste sábado (05) aconteceu dois belos espetáculos folclóricos no centro da cidade de Lagoa de Velhos/RN, que foi o João Redondo e o Boi de Reis. Essas duas belas apresentações reuniu um grande publico de adultos e crianças lagoenses, estiveram também presentes, a prefeita Sonyara Ribeiro, secretários, vereadores e o Dr. Woden Madruga (apologista literário) que se divertiram bastantes com os cômicos personagens dos dois espetáculos.

Os custos financeiros deste evento, foram em grande parte bancados pela população lagoense.


Esse evento foi organizado pelos lagoenses Osvagrio Ferreira e Cleiton Soares, com apresentação de Chico das Soldas, e a parte  musical ficou com Doutor voz e violão.

Chico das Soldas, Osvagrio Ferreira e Chico da Viúva
Para o folclorista potiguar Luís da Câmara Cascudo, o mamulengo é o mesmo que o guignol francês ou algo de não importância e o pupazzi italiano. Em todos eles há uns panos à frente, atrás dos quais se escondem um ou mais manipuladores que dão voz e movimento aos bonecos. Suas apresentações eram em praça pública, em geral, na periferia das cidades durante os festejos religiosos, apresentando geralmente uma temática bíblica ou sobre atualidades.

Chico da Viúva (manipulador de fantoches)
As raízes mais remotas desse espetáculo espalham-se pela Ásia (China e Índia), de onde ele emigrou depois para a Turquia.

Inicialmente, este era um brinquedo eminentemente popular, não só pela forma de bonecos, mas igualmente pela linguagem rústica dos apresentadores.

Quando se transferiu para a Europa, através da Turquia, o Teatro de Bonecos refinou-se de tal forma que passou a ser uma brincadeira predileta dos monarcas, sendo apresentado dentro dos palácios.

Os fantoches são feitos de madeira, metal, papel, palha, barro, etc... São vestidos a caráter. Geralmente, cada boneco tem o seu nome e a sua personalidade. Em todas as representações, nunca saem de uma determinada "linha de conduta". Assim o chorão, o briguento, o valente, o bondoso, sempre se apresentam com seus predicados, pelos quais se tornam conhecidos. Além desses personagens humanos, há também os bichos.

Com a vinda dos bonecos para o Brasil, o brinquedo retornou às suas origens primitivas. O que antes era um teatro refinado, voltou a ser, nas mãos dos "calungueiros" do Nordeste, uma diversão da população simplória.

Atualmente, o mamulengo faz parte da cultura popular nordestina, sendo praticada desde a época colonial. Retrata situações cotidianas do povo que a pratica, tratando geralmente de situações cômicas e sátiras.


Já o Boi de Reis é o auto mais completo do folclore brasileiro. É composto com a dança, musica, poesia e teatro, com personagens humanos e animais fantásticos, que gira em torno de uma lenda sobre a morte e ressurreição de um boi. Sendo tudo isso regado a muito improviso distribuído em até duas horas de espetáculo.

Andreia Ferreira, Sonyara Ribeiro e Andson Ferreira
Dr. Woden (escritor, jornalista, crítico literário, etc...)
Cleiton Soares (organizador do evento)












sábado, 5 de janeiro de 2019

Ceará tem terceira noite seguida de ataques criminosos


O Ceará sofre uma onda de ataques criminosos que estariam sendo coordenados por facções do crime organizado em vários pontos de Fortaleza, e no interior do estado, na madrugada da sexta-feira (4) para sábado (5).

Os ataques desta madrugada ocorreram após a chegada das tropas da Força Nacional, enviadas ao estado por autorização do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Um Shopping que fica na Avenida Bezerra de Menezes, em Fortaleza foi atacada e pelo menos um carro que estava no local foi incendiado pelos criminosos, na sexta-feira. De acordo com o G1, as chamas foram controladas por funcionários do Shopping.

Já no Bairro Mucuripe, também em Fortaleza, dois veículos que estavam no pátio de uma concessionária foram incendiados. Segundo a polícia, os criminosos chegaram em uma rua lateral que dá acesso a concessionária e tentaram incendiar os veículos, o Corpo de Bombeiros foi chamado e conseguiu controlar o incêndio.

Nenhum suspeito foi preso até o momento, a polícia faz buscas na região para tentar identificar os responsáveis pelos ataques.

Ainda durante a sexta, um prédio localizado na Avenida Francisco Sá, na Barra do Ceará, foi incendiado. No local funcionava a antiga sede do Sine. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conseguiu controlar as chamas e isolar o local. Os moradores vizinhos ao prédio chegaram a retirar os móveis e outros pertences de casa com medo do incêndio.

Responsáveis pelos ataques

O secretário Nacional de Segurança Pública, Guilherme Theophilo, afirmou que as ordens dos atos de violência no Ceará são emitidas de dentro dos presídios e têm ligação com brigas entre facções criminosas.

Fortaleza e cidades da região metropolitana sofreram com a segunda madrugada de ataques contra prédios públicos, agências bancárias e ônibus.

“Esse episódio também tem a ver [com brigas entre facções criminosas]. A ordem vem de dentro dos presídios”, disse Theophilo, em entrevista nesta sexta (4).

Notícias ao Minuto

quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Bolsonaro propõe idade mínima de 62 anos para homem e 57 para mulher

Resultado de imagem para logo da previdencia social

POLÍTICA

O presidente Jair Bolsonaro disse que a proposta de reforma da Previdência em discussão no governo prevê a idade mínima de 62 anos para os homens e 57 anos para as mulheres com aumento gradativo. Segundo Bolsonaro, seria mais um ano a partir da promulgação e outro em 2022, mas com diferenças de idade mínima de acordo com a categoria profissional e a expectativa de vida.

Segundo Bolsonaro, o futuro presidente avaliaria a necessidade de novos ajustes no sistema previdenciário. “Quando você coloca tudo de uma vez só no pacote, você pode errar, e nós não queremos errar”, disse em entrevista ao SBT, a primeira após ter tomado posse.

O presidente indicou que as medidas visam principalmente a previdência dos servidores públicos. “O que mais pesa no Orçamento é a questão da previdência pública, que terá maior atenção da nossa parte. Vamos buscar também eliminar privilégios”, afirmou o presidente, que descartou aumentar a alíquota de contribuição previdenciária dos servidores, hoje em 11%.

Aprovação

Bolsonaro disse que a reforma não vai estabelecer regras únicas para todos os setores e todas as categorias profissionais. Citou a expectativa de vida no Piauí, que é 69 anos, argumentando que seria “um pouco forte estabelecer a idade mínima de 65 anos”, como previa o texto da reforma enviado ao Congresso pelo governo do ex-presidente Michel Temer.

A diferenciação visa, conforme Bolsonaro, facilitar a aprovação no Congresso, mas também evitar “injustiça com aqueles que têm expectativa de vida menor”. O presidente voltou a dizer que poderá aproveitar a proposta já em tramitação na Câmara dos Deputados, com alguns ajustes.

“O que queremos é aproveitar a reforma que já está na Câmara, que começou com o senhor Michel Temer. A boa reforma é aquela que passa na Câmara e no Senado, não aquela que está na minha cabeça ou na [cabeça] da equipe econômica”, afirmou.

Bolsonaro argumentou que a reforma é necessária para impedir que o país “em mais dois ou três anos entre em colapso”, a exemplo do que ocorreu com a Grécia. “Agora todos terão de contribuir um pouco para que ela seja aprovada. Eu acredito que o Parlamento não vai faltar ao Brasil”, disse.

Justiça do Trabalho

Segundo o presidente, o governo poderá propor a extinção da Justiça do Trabalho, transferindo para a Justiça comum as ações trabalhistas. “Qual país do mundo que tem? Tem que ser Justiça comum e tem que ter a sucumbência – quem entrou na Justiça e perdeu tem de pagar”, argumentou.

Bolsonaro disse que, antes da reforma trabalhista, havia 4 milhões de ações trabalhistas em tramitação. “Ninguém aguenta isso. Nós temos mais ações trabalhistas que o mundo inteiro. Algo está errado, é o excesso de proteção”, afirmou.

O presidente voltou a criticar o excesso de encargos trabalhistas, que acabam onerando a mão de obra no país. Bolsonaro afirmou que não vai mexer em direitos trabalhistas previstos na Constituição, mas que vai aprofundar a reforma trabalhista. “O Brasil é um país de direitos em excesso, mas falta emprego. Nos Estados Unidos, não têm quase direito trabalhista. Não adianta você ter direitos e não ter emprego”, afirmou.

Agência Brasil

Governo do RN alega redução das despesas e reequilíbrio fiscal



A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso das atribuições que lhe confere o art. 64, V e VII, da Constituição Estadual,

Considerando a situação de calamidade fiscal nas finanças do Estado do Rio Grande do Norte;

Considerando a necessidade de redução das despesas de custeio do Poder Executivo para o reequilíbrio fiscal;

Considerando a disponibilização de funcionalidades de tecnologia da informação que facilitam a realização de trabalho à distância pelos servidores, por meio da implantação do processo administrativo eletrônico, nos termos do Decreto Estadual nº 27.685, de 30 de janeiro de 2018,

D E C R E T A:

Art. 1º Fica instituído, no âmbito do Poder Executivo, o horário de expediente das 8h00 às 14h00 para os órgãos e entidades da administração pública estadual direta, indireta e fundacional, em caráter excepcional e temporário, em turno único e ininterrupto.

§ 1º O disposto neste artigo aplica-se às empresas públicas e às sociedades de economia mista classificadas como dependentes nos termos do art. 2º, III, da Lei Complementar Federal nº 101, de 4 de maio de 2000.

§ 2º Nas hipóteses de interesse público devidamente comprovado e observados os critérios de oportunidade e conveniência administrativas, ficam os titulares ou dirigentes de órgãos ou entidades da administração pública estadual autorizados a:

I – flexibilizar o horário de expediente estipulado neste artigo, respeitado o horário mínimo de entrada às 7h00 e máximo às 8h00 e o horário mínimo de saída às 13h00 e máximo às 14h00;

II – estabelecer outro horário de expediente para suas unidades, com o mesmo objetivo deste Decreto.

§ 3º A adoção de horário diverso com base no § 2º dependerá da aprovação pelo Comitê de Gestão e Eficiência, instituído pelo Decreto Estadual nº 28.690, de 2 de janeiro de 2019.

§ 4º A modificação do horário de expediente definido por este Decreto não implica em alteração da remuneração do servidor ou empregado público.

§ 5º A alteração do horário de expediente não poderá prejudicar a qualidade do serviço público prestado.

§ 6º O horário de atendimento ao público dos órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta será das 8h00 às 14h00, em turno ininterrupto.

Art. 2º Não estão sujeitos ao horário excepcional de que trata o art. 1º:

I – os titulares ou dirigentes de órgãos ou entidades da administração pública estadual e os respectivos adjuntos ou cargos equivalentes;

II – os assessores diretos das autoridades mencionadas no inciso I e os servidores públicos por elas indicados;

III – os Procuradores do Estado;

IV – os Auditores Fiscais do Tesouro Estadual;

V – os detentores de cargos de provimento em comissão; e

VI – os servidores e empregados públicos que desempenham suas funções:

a) em regime de plantão;

b) em regime de escala;

c) em unidade escolar;

d) em unidade penitenciária e socioeducativa;

e) em unidades assistenciais à saúde com atendimento 24 horas;

f) no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP);

g) nos postos fiscais e barreiras sanitárias e nas unidades do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Estado do Rio Grande do Norte (IDIARN); e

h) nos demais órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta que, por sua natureza, estejam relacionados à prestação de serviços essenciais.

Art. 3º Os contratos administrativos de prestação de serviços e de aquisição de bens deverão, com fundamento na alteração do expediente de que trata este Decreto, ser revistos para fins de renegociação de preços e/ou quantitativos, mediante acordo entre as partes ou alteração unilateral, na forma da lei.

Art. 4º O Comitê de Gestão e Eficiência acompanhará a execução das ações e o cumprimento das disposições deste Decreto.

§ 1º Para fins de monitoramento, os órgãos e entidades da administração pública estadual direta e indireta emitirão relatórios mensais identificando o percentual de redução de gastos com custeio.
§ 2º Poderão ser exigidos relatórios complementares contendo indicadores de efetividade dos serviços, de monitoramento do absenteísmo e outros necessários à comprovação dos objetivos deste Decreto.

§ 3º Os relatórios servirão de base para a análise da continuidade da alteração do horário de expediente.

§ 4º O Comitê de Gestão e Eficiência divulgará relatórios de avaliação das economias geradas com a implementação das medidas previstas neste Decreto.

Art. 5º As medidas de que trata o art. 1º vigorarão pelo prazo de 180 (cento e oitenta) dias, sucessivamente renovável a critério da administração, de acordo com as economias geradas.

Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Palácio de Despachos de Lagoa Nova, em Natal/RN, 2 de janeiro de 2019, 198º da Independência e 131º da República.

FÁTIMA BEZERRA

Governadora

Fonte:
https://www.blogdobg.com.br/governo-do-rn-alega-reducao-das-despesas-e-reequilibrio-fiscal-e-publica-decreto-para-reducao-de-expediente-nos-orgaos-da-administracao-direta-e-indireta/

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019

FÁTIMA BEZERRA DECRETA ESTADO DE CALAMIDADE FINANCEIRA NO RN


A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou que decretará estado de calamidade financeira do estado, em sua primeira ação à frente da administração estadual; a chefe do executivo estadual também informou que publicará decretos para estabelecer revisão das despesas de custeio no âmbito do Poder Executivo, e instituir o Comitê de Gestão e Eficiência

247 - A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou nesta quarta-feira (02), em reunião com membros da nova gestão, que decretará estado de calamidade financeira do estado, em sua primeira ação à frente da administração estadual.

A chefe do executivo estadual também informou que publicará decretos para estabelecer revisão das despesas de custeio no âmbito do Poder Executivo, e instituir o Comitê de Gestão e Eficiência.

Fátima quer, ainda, determinar o retorno dos servidores públicos civis e militares aos seus órgãos de origem; e o que institui horário excepcional no expediente do serviço público.

"Essas são as primeiras medidas que tomaremos, acrescentando que elas fazem parte do plano estadual de recuperação fiscal que vai conter outras medidas que oportunamente serão anunciadas", declarou a governadora.

Com decretos de calamidade pública nas finanças, os estados podem, por exemplo, descumprir limites de endividamento e de gastos com pessoal impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, além de priorizar dinheiro em áreas como Saúde, Educação, Assistência Social e o pagamento de servidores ativos, inativos e pensionistas.

Fonte:
https://www.brasil247.com/pt/247/brasil/379127/Fátima-Bezerra-decreta-estado-de-calamidade-financeira-no-RN.htm

Em discurso, Fátima se emociona ao lembrar que passou fome

POSSE RN

Em solenidade de quase duas horas, a governadora Fátima Bezerra e o vice-governador Antenor Roberto foram empossados

Janeiro 1, 2019 às 17:47 - Por: Marline Negreiros

Fátima Bezerra (PT), única governadora do país, tomou posse em solenidade na Escola de Governo, na tarde desta terça. Foto: Eduardo Maia/Divulgação ALRN

A emoção marcou o discurso de posse da única governadora do Brasil, Fátima Bezerra (PT), eleita em 2018 com mais de um milhão de votos para chefiar o Executivo do Rio Grande do Norte. Em solenidade de posse realizada pela Assembleia Legislativa na Escola de Governo na tarde desta terça-feira (1º), Fátima iniciou o discurso com a voz embargada e com lágrimas.

Leia também:
O Rio Grande do Norte que Fátima Bezerra terá de administrar


Mudança. Desafio. Trabalho. Inclusão. Esperança. Foram palavras ressaltadas por Fátima Bezerra em sua primeira apresentação como governadora eleita e empossada. Ao lembrar que conhece as dificuldades da vida não da “boca pra fora”, como passar fome, a governadora chorou mais uma vez e reafirmou a gratidão depositada nas urnas pelos potiguares.

Fátima destacou que ser governadora do Rio Grande do Norte é a tarefa mais desafiadora da vida política dela, que já foi professora, deputada estadual, federal e senadora. A paraibana de Nova Palmeira, agradeceu pelo acolhimento do povo e do estado potiguar. A única mulher eleita em 2018 no país para chefiar um governo lembrou da história política das mulheres do estado e também das figuras femininas que marcam a memória do estado.

Fátima Bezerra (PT), única governadora do país, tomou posse em solenidade na Escola de Governo, na tarde desta terça. Foto: Eduardo Maia/Divulgação ALRN

A governadora ressaltou também que quer fazer do governo um instrumento de transformação social, mas reconhece o cenário econômico difícil que está recebendo. “Sabemos que o legado que estamos recebendo é dramático. Basta falarmos da crise fiscal. Estamos herdando uma dívida da ordem de R$ 2,6 bilhões; três folhas de pagamento do funcionalismo público atrasadas; dívidas com fornecedores que fornecem para áreas essenciais do governo”, afirmou.

Fátima Bezerra destacou que o governo vai se empenhar para resolver essa situação e elencou os passos que vai tomar para superar a crise em diversos setores. “Precisamos superar gradativamente a grave crise fiscal em que o RN se encontra; regularizar o pagamento dos servidores públicos; aprimorar a política de segurança pública e valorizar os seus profissionais, dando paz à população; garantir segurança hídrica para todas as regiões do estado; qualificar os serviços públicos, em especial nas áreas de educação, saúde e assistência social; retomar a capacidade de investimento do nosso estado, para que possamos impulsionar a geração de emprego e renda, e assim garantir cidadania e vida digna”, completou. Fátima também afirmou que irá procurar a ajuda dos demais Poderes do estado. Empossada, ela já anunciou uma reunião com os Poderes às 9h desta quarta-feira (2).

A governadora empossada Fátima Bezerra (PT) e o vice-governador, Antenor Roberto (PCdoB) subiram a rampa da sede da Governadoria para a transmissão do governo. Foto: Eduardo Maia/ALRN

Após quase duas horas de cerimônia, a governadora Fátima Bezerra e o vice-governador Antenor Roberto subiram a rampa da sede da Governadoria, também no Centro Administrativo do Estado e participaram da solenidade de transmissão de cargo por Robinson Faria (PSB), que entrega o Governo do Estado. Um palco foi montado em frente à Governadoria, Fátima Bezerra recebe a população em discurso de comemoração e agradecimento.

Confira abaixo a íntegra do discurso de Fátima Bezerra (PT), governadora do Rio Grande do Norte:

Excelentíssimo Sr. Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira;

Excelentíssimo Sr. Vice-Governador, Antenor Roberto;

Demais autoridades presentes;
Meus amigos e minhas amigas.

A generosidade e o desejo de mudança expressos pela população do Rio Grande do Norte nos trouxeram até aqui hoje. Assumo, sem dúvida nenhuma, a tarefa mais desafiadora da minha vida política: ser governadora do estado do Rio Grande do Norte. Um estado que me acolheu desde a minha juventude, e para o qual dediquei uma vida de trabalho como professora, deputada estadual, deputada federal e senadora.

O sentimento de gratidão que quero externar para vocês hoje, tem a dimensão da esperança que foi depositada nas urnas por mais de um milhão de pessoas; da responsabilidade de quem sabe que foi eleita para fazer diferente; do compromisso com aqueles e aquelas cujos direitos sempre foram negados; e da humildade de quem sabe que não se pode governar sozinha.

Em um momento tão difícil da história do nosso Estado e do nosso País, onde o desemprego, a escassez de serviços públicos de qualidade, o desrespeito aos trabalhadores e a insegurança afetam grandemente as famílias, me foi confiada a honrosa tarefa de governar o Rio Grande do Norte. De colocá-lo nos trilhos do desenvolvimento, da justiça e da inclusão social.

Sou a única mulher a tomar posse hoje como governadora. A única governadora eleita em todo o país. Eleita pelo estado onde as mulheres primeiro conquistaram o direito ao voto; que primeiro elegeu uma mulher ao cargo de deputada estadual; e que teve a primeira prefeita eleita em toda a América Latina. Por isso, trago aqui a memória de Maria do Céu Fernandes, de Alzira Soriano, de Clara Camarão, de Nísia Floresta, de Alta de Souza, de Celina Guimarães e Dona Militana. De todas as mulheres potiguares e brasileiras que me inspiram cotidianamente a seguir a luta. Vocês tomam posse hoje comigo.

Fizemos uma linda campanha. Responsável, propositiva, que não brincou com a esperança ou vendeu ilusões à população. Uma campanha marcada pela participação popular, pelo pé no chão e pelo respeito aos nossos adversários e ao povo. Debatemos ideias, confrontamos projetos, apresentamos propostas que contaram com a aprovação da maioria do povo potiguar.

Agora, governadora eleita, vou governar para todos. Para os que votaram e para os que não votaram em mim. Quero liderar um processo de diálogo que envolva todos os setores representativos da sociedade. Quero construir convergências em prol do nosso do nosso principal objetivo: melhorar a vida do povo do Rio Grande do Norte.

Queremos fazer do nosso governo um instrumento de transformação social. Não um governo para o povo potiguar, mas um governo COM o povo. De mãos dadas com todos para superar desafios e encontrar soluções capazes de fazer do nosso estado um GRANDE Rio Grande do Norte.

Sabemos que o legado que estamos recebendo é dramático. Basta falarmos da crise fiscal. Estamos herdando uma dívida da ordem de R$ 2,6 bilhões; três folhas de pagamento do funcionalismo público atrasadas; dívidas com fornecedores que fornecem para áreas essenciais do governo. Uma das faces mais cruéis dessa herança se expressa no completo desrespeito com os servidores públicos.

É grave a realidade que vivem os servidores, que não só não recebem seus salários em dia, como não dispõem sequer de um calendário de pagamento. Essa situação, que se tornou rotineira, não pode ser por nós naturalizada. Nosso foco, antes de mais nada, será organizar as contas para colocar em dia o pagamento dos servidores. Isso exigirá de nós muito esforço fiscal, tanto para conter o crescimento das despesas obrigatórias como para ampliar a arrecadação. Nos empenharemos nisso.

Precisamos superar gradativamente a grave crise fiscal em que o RN se encontra; regularizar o pagamento dos servidores públicos; aprimorar a política de segurança pública e valorizar os seus profissionais, dando paz à população; garantir segurança hídrica para todas as regiões do estado; qualificar os serviços públicos, em especial nas áreas de educação, saúde e assistência social; retomar a capacidade de investimento do nosso estado, para que possamos impulsionar a geração de emprego e renda, e assim garantir cidadania e vida digna.

Entendemos que não é possível um estado com tantos potenciais de riquezas naturais, como o petróleo, a fruticultura, o sal e os minérios, com um gigantesco potencial para o turismo, não converter essas riquezas em cidadania para o seu povo. Isso só se explica pela visão arcaica das gestões oligárquicas, de perfil conservador, que tivemos até hoje.

Não, não faremos um governo olhando para o retrovisor. Ao nosso projeto não serve recorrer à herança maldita. Mas temos a obrigação de sermos cristalinos com a população a respeito do quadro atual do nosso estado. Tenham certeza que começaremos a enfrentá-lo já no primeiro dia de governo, quando iremos promover um encontro com diversas entidades representativas, para adotar um conjunto de medidas que visam retomar o desenvolvimento econômico do nosso Rio Grande do Norte.

Não será fácil, já sabíamos. Mas, afinal, fácil nunca foi. Como a maioria do povo potiguar, eu não nasci em berço de ouro, sempre lidei com as dificuldades. Com a fome, a pobreza, a falta d’água, a dificuldade para estudar. Sei o significado da luta e da construção de oportunidades.

Sei também a responsabilidade que me trouxe cada um dos mais de um milhão de votos recebidos, carregados de esperança e do desejo de mudança que brotou nos corações simples, corajosos e indignados da nossa sociedade. Me emociona lembrar cada abraço e cada palavra de encorajamento que recebi durante a campanha.

Não queremos apenas inverter prioridades, queremos promover uma Educação Democrática e Libertadora, uma Segurança Cidadã, uma Saúde Humanizada, a Participação Popular e a Transparência como princípios norteadores das políticas.

Como guia, temos o nosso programa de governo que foi construído a muitas mãos e amplamente debatido com o conjunto da sociedade. Nele não há soluções mágicas ou promessas intangíveis, mas propostas que visam a construção de um governo verdadeiramente popular, capaz de enfrentar os tempos difíceis que vivemos.

Com esse espírito compus o meu Secretariado, formado por lideranças sérias e comprometidas das áreas econômica e sociais do governo, com o qual trabalharei em equipe, sem personalismo, com ética e espírito público, pensando exclusivamente no melhor para a população do Rio Grande do Norte.

Com esse espírito iremos também manter uma relação construtiva e fraterna om os demais Poderes, respeitando sua independência e o exercício de suas funções constitucionais. O Poder Legislativo, que neste ato empossa a mim e ao meu vice, Antenor Roberto, é o mesmo que tive a honra de compor quando fui parlamentar, e com o qual desejo contar para o debate e a viabilização das mudanças que a sociedade espera de nós.

Quero dizer a vocês que minha dedicação será integral, minha disposição será absoluta e que meu compromisso é inegociável em fazer do Rio Grande do Norte um Estado mais justo, que trate com dignidade o seu povo. Para isso fui eleita. Para isso me elegeram a primeira governadora de origem popular do nosso Estado.

A população disse que esse Estado não tem mais donos e que mesmo na adversidade nós devemos ter esperança. A esperança que Paulo Freire nos ensinou, do verbo esperançar. Não a esperança que espera, mas a que se levanta, que vai atrás, que constrói, que não desiste. Esperançar é juntar-se com outros para fazer de outro modo.

Esse é o pacto que quero fazer com vocês. Vamos sonhar e organizar o sonho. Vamos governar para todos e para os que mais precisam. Vamos ter esperança e coragem. Paciência e perseverança. Serenidade para lidar com os desafios, sabedoria para governar e união para juntos trilharmos um outro caminho. Vamos juntos!
Viva o povo do Rio Grande do Norte!

Fonte:
https://www.op9.com.br/rn/noticias/em-discurso-de-posse-fatima-se-emociona-ao-se-lembrar-que-passou-fome/

Medo de atentados e confusões e também da chuva afastou público da posse

JORNALISMO

Apoiadores do novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, se reúnem em frente ao Palácio do Planalto em Brasília – 01/01/2018 (Adriano Machado/Reuters)
O Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República estimou em 115.000 o número de pessoas que acompanharam a cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL). O número ficou bem abaixo do esperado pela organização.

A expectativa inicial era que entre 250.000 e 500.000 pessoas comparecessem à Esplanada dos Ministérios em Brasília. Este cálculo foi feita pela Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, que não divulgou nenhuma estimativa no decorrer do evento e afirmou que caberia ao GSI divulgar o público. Em 2003, a Polícia Militar estimou 150.000 pessoas presentes à posse de Luiz Inácio Lula da Silva.

Durante a manhã desta terça-feira, o tempo não ajudou muito e choveu na região da Esplanada dos Ministérios. À tarde, apesar das nuvens carregadas, o clima melhorou gradativamente e o sol saiu durante a cerimônia de posse de Bolsonaro.


VEJA

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

TOMA POSSE O NOVO PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LAGOA DE VELHOS

O vereador Ivanaldo Lotério, foi empossado nesta terça-feira (01) como novo presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Lagoa de Velhos/RN. O parlamentar deve permanecer no comando do Legislativo municipal até o final de 2019.

A cerimônia de posse foi realizada no plenário da Câmara Municipal de Lagoa de Velhos, e contou com a presença da prefeita Sonyara Ribeiro, dos vereadores e de uma grande parte da população lagoense.






sábado, 29 de dezembro de 2018

PREFEITA SONYARA OFERECE JANTAR E MÚSICA PARA SERVIDORES E FAMILIARES



Na noite dessa sexta-feira (28), a Prefeita de Lagoa de Velhos, Sonyara Ribeiro, com o apoio da sua equipe, realizaram um momento ímpar de confraternização.


Assim pode ser definida a festa de final de ano promovida pela administração lagoense, onde todos os servidores entre funcionários e familiares participaram da confraternização realizada no Ginásio de Esportes de Lagoa de Velhos.

A animação ficou por conta de um dos melhores músicos do RN, Alexandre Moreira e companheiros

Foi a segunda vez que houve uma confraternização nesse formato, em que todos os colegas, de todos os setores, puderam estar juntos em um mesmo espaço.


A prefeita Sonyara Ribeiro, cumprimentou os convidados em todas as mesas

Isso valoriza, e alegra os funcionários, foi um momento só de aproveitar, tudo bem organizado, bem servido. A prefeita Sonyara, e sua equipe estão mais uma vez de parabéns!


A prefeita Sonyara Ribeiro, cumprimentou os convidados em todas as mesas


Sonyara, em seu discurso, agradece a presença de todos e deseja um feliz e próspero 2019